Toda cidade tem as suas próprias lendas, porém, Florianópolis ficou conhecida como a Ilha da Magia por ser repleta de estórias assombrosas, fantasiosas, misteriosas e por que não, reais?!

As lendas foram registradas conforme os nativos da ilha contavam histórias, e o escritor Franklin Joaquim Cascaes – Pesquisador da cultura açoriana, folclorista, antropólogo – registrava e fazia ilustrações de acordo com o assunto do imaginário ilhéu. Sendo o primeiro a inscrever a literatura oral na Ilha de Santa Catarina.

Quando os colonos portugueses chegaram à Ilha, perceberam quais aspectos causavam medo na população e começaram a fazer uso de superstições para se protegerem. Dizia-se que quando alguém se sentia prejudicado em algum momento de sua vida, era alguém fazendo feitiços contra a pessoa, tendo que ir em busca de uma benzedeira para desfazer o feitiço.

Naquela época a população era pequena e a Ilha era muito grande, qualquer barulho era identificado como algo fora do comum. As estradas eram de chão, largas, compridas, e isso os deixavam com medo de se aventurar nas noites, e que esse tal medo os dominava fazendo com que ficassem sempre alertas e imaginando coisas.

Quando os pescadores saiam de madrugada para pescar e viam “coisas” que não sabiam explicar, assim que voltavam para casa, eles contavam para suas famílias, aumentando o medo dos moradores. Tudo acontecia sobre o alto mar e nos lugares escuros.

Ao passar do tempo, a ilha foi se desenvolvendo e aumentando o número populacional, a urbanização deu um novo ritmo a cidade, os bairros, nas ruas e nos morros. Seu encanto logo ficou conhecido e pessoas de todos os lugares começaram a migrar para esse pedaço de terra em busca de qualidade de vida.

Contudo, o medo de vagar pelas ruas se foi, porém as lendas são contadas até hoje pelos mais velhos para manter a magia da cidade. Ainda é possível encontrar benzedeiras em alguns cantos de Floripa que realizam o trabalho de desfazer feitiços e curas através de ervas, chás e orações. E agora?! Lenda ou realidade? O que sabemos é que a ilha continua com sua magia.

 

#QuintalTambémÉcultura #ChoppArtesanal #MelhoresFoodTrucks #Nãotemnadaigual #foodtruckfloripa #foodparkflorianopolis  #OSulDaIlhaMerece #Semigual #Vemproquintal

Por Sarah Laís, Jornalista.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.